Hyundai Kona, no mercado em 2019

Hyundai Kona, no mercado em 2019

400 quilómetros é a autonomia do Hyundai Kona Electric , número que fica abaixo de quase todos os carros a gasolina no mercado hoje, mas sem grandes diferenças. Fica á frente do Chevrolet Bolt por 30 km, do Nissan Leaf por mais de 160 km, e do Hyundai, o Ioniq Electric, por mais de 200 km. Isso deve-se a uma bateria de 64 kWh e uma classificação de economia equivalente a 132 mpg em cidade, 108 em autoestrada e 120 em condução combinada.

Esses são números interessantes para este novo elétrico, o Hyundai Kona. A bateria está colocada por baixo do banco traseiro. Também tem controlo de temperatura por um sistema de aquecimento e arrefecimento de líquidos. A bateria alimenta um motor elétrico de 201 cavalos.

Veja Tambem Kalashnikov desenvolve novo super-carro elétrico para competir com a Tesla

Quanto á travagem, o pedal de travão parece normal também, mas também com medida opcional, já que o Kona vem com quatro níveis de recarga de bateria durante a travage, selecionável através de botões em ambos os lados do volante, o que a maioria supõe ser botões de mudanças, o direito aumenta a regeneração da bateria na desaceleração, o da esquerda diminui. O condutor tem a opçao de escolher entre zero até um quarto de segundo de desaceleração. À medida que o nível de regeneração aumenta, o acelerador funciona como travão o que permite modular a desaceleração com a aplicação leve do pedal.

 

Beneficiando-se de um baixo centro de gravidade, devido ao local da bateria, o Kona não se inclina muito. O feedback do sistema de direção também é bom, o que é e otimo para um carro elétrico.

Veja Tambem Renault vai produzir carro elétrico compacto e acessível

É confortável ao nível de todos os outros pequenos utilitários. A bagageira é pequena com apenas 20 pés cúbicos de espaço. Há muitos equipamentos de segurança padrão, como o Forward Collision Avoidance, o Lane Keeping Assist e o Blind-Sport Warning, entre outros.

Ainda não está disponível o custo do Kona Electric. O preço será anunciado mais próximo do início de 2019..

 

Fonte//AutoWeek

 

Partilhar